SlideTop
Spacer Spacer
Loading
SlideBottom
ContentTop

História da fundação Rural de Campos


DÉCADAS DE 1950 e 1960

As exposições agropecuárias em Campos tiveram início em 1954 com a criação da Associação Rural, e somente eram realizadas quando alguma autoridade política visitava a região. (Presidente de honra: Olímpio Pinto e Presidente Vicente Vasconcelos)
Em 1966, a Associação Rural é transformada em Fundação Rural, tendo à frente Rubens Venâncio, como presidente, e João Sobral, na vice-presidência, foi então, que as exposições passaram a ser realizadas anualmente.

FESTA DO TRABALHO”: O comerciante e vice-presidente da FRC por 19 anos, João Sobral, considerava a Exposição Agropecuária a “Festa do Trabalho”, por reunir o comércio, a indústria e o setor agropecuário.

DÉCADA DE 1970

O grande marco da história das exposições na década de 1970 é a Semana do Cavalo, que fez aumentar o número de público e de expositores e conta com a ilustre presença do então Presidente da República Emílio Garrastazu Médici. O evento impulsiona a reformulação do Parque de Exposições e a programação da festa, atraindo um público ainda maior e tornando o parque um dos melhores do estado.

DÉCADA DE 1980

A Expoinel (Exposição Internacional de Nelore), em 1986, traz à Exposição Agropecuária criadores de diversas partes do Brasil e do Paraguai, o que proporciona experiência ímpar aos criadores da região e a troca de conhecimentos.

1988 - A 29ª edição da Expoagro marca o início de uma nova arquitetura e infra-estrutura do Parque de Exposições, com a entrega do Complexo Administrativo, permanecendo centralizados todos os departamentos e serviços, assim como o auditório e as dependências da diretoria. Também nesta edição, é realizada a XIV Exposição Estadual, pela primeira vez na cidade, demonstrando o reconhecimento da importância da Expoagro de Campos.

DÉCADA DE 1990

Uma carruagem original do século XIX, fileiras de carros alegóricos, motos e outros veículos, e alas de bandeiras marcam a abertura da 32ª Exposição Agropecuária e Industrial do Norte Fluminense, em 1991. É dessa maneira, com a tradicional passeata de cavaleiros e amazonas, que acontece o início das exposições desde a década de 1970. Especialmente neste, o clima country toma conta da cidade e a população saúda os criadores de animais, expositores da indústria, do comércio e do meio rural, que apresentam seus belos exemplares de Mangalarga Marchador, Campolina, Árabe, Quarto de Milha e Appaloosa.

Em 1993, durante a 34ª Exposição a Fundação Rural entrega o novo pavilhão de comércio e indústria, com estandes pré-moldados e padronizados, ocupando 4 mil metros quadrados. A FRC entrega também novas praças, novos bares e restaurantes.

ANOS 2000

Em 2006, a 47ª Expoagro sedia a 21ª Exposição da Nacional do Pônei, colocando a feira mais uma vez em evidência no país e reafirmando a parceria com os núcleos de criadores nacionais.

Em 2007, a 48ª Expoagro traz ao Parque de Exposições a tradicional Cavalhada de Santo Amaro como uma de suas atrações. A encenação da luta entre Mouros e Cristãos reúne famílias na tarde de domingo na feira.

Em 2008, a Expoagro volta a ter 10 dias de duração, possibilitando maior número de animais no parque e ampliando a oportunidade de visitação à feira. Na 49ª Exposição são realizadas ainda a Feira de Tourinhos, a 1ª Copa Elite RJQM (Associação do Quarto de Milha do Estado do Rio de Janeiro) e a Exposição Itinerante da Alerj (Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro).
E a 49ª traz de volta às exposições o rodeio e a participação de equinos da raça Campolina, há alguns anos longe da feira de Campos. Ainda em 2008, a Expoagro de Campos passa a ser uma das quatro exposições agropecuárias do país a ser transmitida pelo Canal do Boi, integrante do Sistema Brasileiro de Agronegócio.

2009 - A comemoração dos 50 anos de exposição é marcada pelo retorno da tradicional e antiga cavalgada de abertura pelas ruas da cidade de Campos dos Goytacazes, incluindo a benção aos animais, pela presença do Rodeio Internacional, lançamento do selo dos 50 anos e inauguração da galeria dos ex-presidentes, como forma de reconhecimento pelos anos dedicados à Fundação Rural e às causas agropecuárias.
Nestes cinqüenta anos de existência conseguiu atingir alguns números expressivos em recorde de público, está entre as 10 maiores feiras do ramo no país, é a maior do estado do Rio de Janeiro, realizada no quinto maior Parque de Exposições do Brasil.

2010
– a 51ª Expoagro traz como parceria a Liga Nacional de Rodeios e o Circuito Barretos de Rodeio, a maior e mais conhecida festa de rodeio brasileira, o que possibilitou aos campistas acompanhar uma das etapas da Nacional de Rodeios com a presença dos mais destacados profissionais do esporte.
Ao final do ano de 2012 a Fundação Rural recebe a primeira mulher presidente e a nova gestão traz de volta as tradições e as famílias à 54ª Expoagro, que passa a ter ênfase no setor agropecuário, na ampliação da presença de animais no parque, mini fazenda, provas hípicas, laço comprido, laço de bezerro, baliza e três tambores, a cavalhada de Santo Amaro, leilões e julgamentos de variadas raças.